A importância das referências profissionais



Os recrutadores que avaliam e escolhem os candidatos à uma vaga de emprego, além de analisar o currículo e fazer a entrevista com os candidatos, também verificam as referências profissionais do mesmo.


De acordo com uma pesquisa da SkillSurvey, realizada no ano de 2015, em média, 70% das empresas em busca de novos funcionários solicitam a referência profissional dos candidatos, a qual influencia muito na decisão de contratação, já que os antigos empregadores podem dar detalhes sobre o desligamento do funcionário da empresa e sobre as características do profissional.

Portanto, as referências profissionais devem ser bem planejadas, para que informe ao recrutador detalhes que já são apresentados no currículo e na entrevista de emprego. Quando o candidato for passar as referências para os futuros empregadores, ele deve planejar quais serão, escolhendo profissionais que trabalharam junto á ele e que acreditam em seu potencial, ou seja, que recomendarão seu trabalho, evitando que prejudiquem sua imagem junto ao recrutador da nova oportunidade profissional.

O candidato deve oferecer de 3 a 5 referências profissionais escolhendo entre antigos gestores, ex-colegas e, até, ex-subordinados para receber diferentes opiniões sobre seu trabalho e características. E é importante que todo profissional saiba que o recrutador pedirá as seguintes informações às referências indicadas: qual era a função do profissional, detalhes sobre as características de trabalho, se o trabalhador se relacionava bem com todos, como lidava com trabalhos em equipe, sua ética e conduta na empresa, o comprometimento com o trabalho e o motivo do desligamento da empresa.


COMPARTILHAR