Tipos de chefes



São muitos os tipos de chefe que encontramos em nossa vida profissional, tanto para o lado bom como para o lado ruim, sendo que os tipos de chefe que não nos agradam podem fazer até com que um trabalhador prefira pedir demissão do que aguentar este tipo de profissional.


Os chefes têm como principal função motivar seus subordinados, para que eles trabalhem da melhor maneira e produzindo bastante. Assim, o chefe se desenvolve, além de melhorar, também, o desenvolvimento da empresa. Mas não são todos os chefes que cumprem seus objetivos, tendo alguns que irritam e estressam tanto seus subordinados que estes preferem sair do emprego do que aturá-los. Abaixo veremos os tipos de chefe existentes:

O chefe microgerenciador, um tipo de chefe inseguro e que não confia em sua equipe; o chefe centralizador, o qual não sabe delegar as tarefas, não confia em sua equipe e prefere fazer tudo sozinho; o chefe preguiçoso, que não faz nada e deixa todo o trabalho nas mãos de sua equipe; o chefe autocrata, que é extremamente autoritário, decide tudo sozinho e não aceita opinião de ninguém; o chefe incoerente, o qual decide algo agora e, horas depois ou na entrega da tarefa, muda de ideia; o chefe insensível, que não se importa com os problemas pessoais de sua equipe; o chefe passivo, que não sabe dizer não aos seus colaboradores; e o chefe tóxico, que é aquele que chega a afetar o humor e a tirar a energia dos trabalhadores.

Caso você tenha algum destes tipos de chefe, ao invés de desistir do seu emprego, converse com seu superior para tentar resolver os problemas, caso não funcione, acione o departamento de recursos humanos da empresa, mas, se mesmo assim o caso não for solucionado, então, a melhor opção será procurar uma nova oportunidade com outro líder.


COMPARTILHAR